Projeto: Análise das condições de oferta da educação em escolas da rede pública estadual para mensuração do custo-aluno para o financiamento de uma educação básica de qualidade

Coordenador: Claudia Souza Passador

Resumo: O objetivo geral da pesquisa é analisar três fatores: infra-estrutura, condições socioeconômicas dos alunos e os resultados obtidos pelas escolas em avaliações como o ENEM e  a Prova Brasil. A intenção é possibilitar a identificação de perfis de escolas com base nesses fatores e levantar parâmetros que permitam elencar as escolas com evidência de melhores resultados em relação aos fatores estudados, para a mensuração do custo aluno e identificação de práticas institucionais de qualidade nas escolas. O escopo deste trabalho consiste nas escolas estaduais dos 26 Estados brasileiros e do Distrito Federal. 

                             Modelos de Sucesso na Gestão Escolar

O sistema educacional é um fator importante no processo de aprendizagem e na educação de qualidade. Um sistema eficaz de ensino precisa de gestores (coordenadores e diretores) capacitados que saibam utilizar corretamente os recursos financeiros escolares. Neste sentido um grupo de pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), coordenado pela Professora Claudia Souza Passador desenvolve estudo que pretende achar um modelo se sucesso para a tomada de decisões na gestão pública das escolas.

O projeto vai analisar os fatores de infra-estrutura das instituições de ensino, condições socioeconômicas dos alunos e os resultados obtidos pelas escolas nas avaliações realizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP). A partir disso, vão identificar as escolas públicas estaduais com evidências de melhores resultados para a quantificação do custo-aluno e identificação de práticas institucionais de qualidade nas escolas.

A primeira fase do processo vai analisar os dados das escolas públicas e privadas do ensino fundamental e médio. Em seguida serão feitas observações qualitativas dos aspectos organizacionais escolares e levantamento dos custos das escolas da rede pública estadual de cada região do país com melhor avaliação nas provas do INEP.

Durante a fase de coleta de dados nas escolas melhor avaliadas, os pesquisadores vão aplicar formulários para levantamento de custos diretos e indiretos das escolas, e questionário sobre o ambiente institucional escolar. Posteriormente serão feitos estudos comparados dos demonstrativos financeiros dos governos estaduais e os relatórios de execução orçamentária das secretarias de educação estaduais. Tudo isso para poder mensurar o valor-aluno para uma educação de qualidade com base nos dados de desempenho nas provas de conhecimento.

Ao fim do estudo, os pesquisadores pretendem elaborar uma metodologia para análise de dados que permita relacionar informações de infra-estrutura das escolas, as condições socioeconômicas dos alunos e os resultados das escolas em provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica - SAEB; diagnóstico das condições de ensino das escolas públicas estaduais; mapeamento e caracterização das unidades escolares e a identificação dos pontos fortes e fracos para orientar a formulação e o direcionamento de políticas públicas capazes de amenizar os problemas das escolas; e criar subsídios quanto às diversidades das regiões brasileiras para o enfrentamento de questões ligadas ao financiamento público da educação.

"A gestão escolar é um forte componente diferencial no resultado final do desempenho das instituições de ensino. Queremos achar pistas de um sistema de qualidade e compartilhá-lo com os gestores.", disse o Professor João Luiz Passador, co-coordenador do projeto.

Ainda segundo ele, as escolas que possuem concursos de qualidade, salários elevados (em alguns municípios os dirigentes escolares possuem salários melhores que os dos vereadores) e eleições diretas dos gestores educacionais com direito a voto da comunidade geram consistências institucionais que produzem resultados de desempenho escolar melhores.