Enem 04 de Maio de 2020

Estude para o Enem 2020 com os materiais disponíveis no portal do Inep

Quem se prepara para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 pode encontrar várias publicações no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que fornecem subsídios para os estudos. Por exemplo, entre os materiais disponibilizados, estão a cartilha de redação e as provas e gabaritos de exames anteriores, além de outros materiais que esclarecem como o conhecimento é avaliado no Enem. Com o isolamento social para conter a pandemia da COVID-19, o recurso é uma boa oportunidade para saber um pouco mais a respeito do que se espera do participante na hora da prova.

Matriz de Referência – É um documento técnico e pouco conhecido dos estudantes, uma vez que apresenta todas as diretrizes de como as provas são elaboradas. Formulado por especialistas, a matriz descreve as competências e habilidades esperadas dos concluintes ao final do ensino médio. Ela é a base de trabalho dos professores selecionados e capacitados pelo Inep para elaborar os itens das provas. As questões do Enem são sempre situações-problemas relacionadas ao conteúdo programático de cada área de conhecimento que está no anexo da Matriz de Referência.

A capacidade do participante de utilizar o conhecimento que possui para resolver situações é chamada de eixo cognitivo. Conheça os cinco eixos que serão requeridos do participante durante as provas, comuns a todas as áreas de conhecimento do Enem.

Eixos cognitivos da Matriz de Referência do Enem

  • Dominar linguagens: dominar a norma culta da língua portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola ou inglesa.
  • Compreender fenômenos: construir e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.
  • Enfrentar situações-problema: selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões.
  • Construir argumentação: relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente.
  • Elaborar propostas: recorrer aos conhecimentos desenvolvidos para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Provas e gabaritos – Para se familiarizar com a forma como o conteúdo é cobrado, o Inep disponibiliza, na seção do Enem no portal, todas as provas e gabaritos oficiais do exame desde 2008, quando o exame passou a ter a atual configuração: 180 questões reunidas em quatro áreas de conhecimento, aplicadas em dois dias de exame. No portal, encontram-se ainda as provas aplicadas desde a criação do Enem, em 1998.

Áreas de conhecimento

Linguagens, códigos e suas tecnologias, que abrange os conteúdos de língua portuguesa (gramática e interpretação de texto), língua estrangeira moderna, literatura, artes, educação física e tecnologia da informação.

Matemática e suas tecnologias, que abrange o conteúdo de matemática.

Ciências da natureza e suas tecnologias, que abrange os conteúdos de química, física e biologia.

Ciências humanas e suas tecnologias, que abrange os conteúdos de geografia, história, filosofia, sociologia e conhecimentos gerais.

Cartilha de redação – Outra ferramenta que esclarece os critérios aferidos na prova de redação é a cartilha publicada, anualmente, pelo Inep. Ela contém dicas de como estruturar o texto e explicações sobre a correção. Escrita em prosa, a redação deve ser do tipo dissertativo-argumentativo, com no máximo 30 linhas. A cartilha descreve as competências avaliadas pelos corretores e as atitudes que levam à nota zero.

Os editais do Enem também podem ajudar a esclarecer várias dúvidas sobre a correção das provas. Os documentos estão publicados na Página do Participante e no portal do Inep, que também tem uma seção de Perguntas Frequentes, com as principais dúvidas apresentadas pelos participantes.

Enem 2020 – As provas serão aplicadas em 1º e 8 de novembro, na versão impressa, e em 22 e 29 de novembro, no modelo digital, que será implantado em aplicação-piloto neste ano. As inscrições para o exame estarão abertas entre 11 e 22 de maio. O Inep vai garantir a gratuidade da taxa de inscrição a todos os participantes que se enquadrarem nos perfis especificados nos editais do exame, mesmo sem o pedido formal dos inscritos. A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem Digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não justificaram ausência.

Acesse a Página do Participante

Estude pelas provas e gabaritos do Enem

Confira a cartilha de redação do Enem

Conheça a Matriz de Referência do Enem