Sinaes 01 de Setembro de 2004

Mais de 80% das instituições já aderiram ao Sinaes

O ministro da Educação, Tarso Genro, e o presidente da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), Hélgio Trindade, anunciaram hoje, 31, que 80,6% das Instituições de Ensino Superior (IES), públicas e privadas, já aderiram ao Sistema de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). A auto-avaliação institucional, a primeira de quatro etapas que compõem o sistema, começa nesta quarta, 1º, e terá duração de até dois anos.

Criado pela Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, o Sinaes prevê a auto-avaliação, que será complementada por avaliações externas; a avaliação por amostragem dos alunos no ingresso e no final do curso; e a avaliação dos cursos de graduação. Para o ministro, ter mais de 80% de adesão, ao iniciar um processo de avaliação complexo como é o Sinaes, demonstra a boa acolhida das instituições. "O sistema já é bom, mas não é imutável e nós teremos paciência para construí-lo a partir das avaliações e críticas que formos recebendo", disse.

Das 2.124 instituições de educação superior, 1.712 já aderiram ao processo de avaliação e estão se preparando para iniciá-lo, explicou Hélgio Trindade. Os números, disse, representam 87,2 de adesão das instituições federais; 82,6 das privadas e 56% das estaduais.

Roteiro – Para auxiliar as instituições públicas e privadas a construir a auto-avaliação, a Conaes elaborou um roteiro com três núcleos: um núcleo é comum a todas as instituições; outro aborda temas optativos que respeitam a individualidade da escola; e o terceiro enumera os documentos, dados e indicadores a serem utilizados durante o processo. De acordo com Hélgio Trindade, essas orientações devem ser entendidas como sugestões para que a Comissão Própria de Avaliação (CPA), de cada entidade, possa montar seu trabalho.

De 1º de setembro a 31 de dezembro deste ano, as IES devem constituir a CPA, elaborar sua proposta de auto-avaliação e enviar à Conaes e ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). O objetivo dessa medida, explica Hélgio Trindade, é verificar se as instituições estão compreendendo o funcionamento do processo. Além desse acompanhamento, em setembro e outubro, a Conaes e o Inep vão realizar uma série de seminários em todas as regiões do País para discutir a aplicação do sistema e para esclarecer dúvidas dos dirigentes das instituições.

Alunos – No dia 7 de novembro deste ano, quando o processo de auto-avaliação estará em curso, serão aplicadas as primeiras provas do Exame Nacional de Avaliação de Desempenho dos Estudantes (Enade). O exame será por amostragem de alunos do primeiro e do último ano de 13 cursos das áreas de saúde e de ciências agrárias. O Enade será realizado todos os anos em áreas diferentes e seu objetivo é avaliar o desempenho dos alunos, índice que comporá, juntamente com as demais avaliações, o Sinaes.

Assessoria de Comunicação do Inep