Sinaes 12 de Julho de 2005

Sinaes é apresentado em evento para países das Américas

"O sistema de avaliação da educação superior brasileira tem algo a apresentar ao mundo", afirmou Dilvo Ristoff, diretor de Estatísticas e Avaliação da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), nesta segunda-feira, 11, em Brasília, durante a Conferência da Associação de Avaliação Educacional das Américas. Dilvo Ristoff apresentou, no evento, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Segundo ele, a concepção global do Sinaes envolve diferentes instrumentos e metodologias de avaliação que se diferenciam dos demais países. "Temos um diferencial básico que é a integração. Realizamos não só a avaliação de instituições e de cursos, mas também o exame nacional para os estudantes, além do sistema de informação, que é o censo da educação superior", destacou o diretor. Dilvo Ristoff explicou que essa integração ocorre da seguinte forma:

  • Integração de instrumentos de informação (como o curso da Educação Superior e os Cadastros de Instituições, Cursos e Docentes);
  • Integração dos diferentes Instrumentos de Avaliação (como a Avaliação das Instituições, dos Cursos e dos Estudantes);
  • Integração dos momentos da avaliação (como a Auto-avaliação orientada pelo Inep e a realizada pelas Comissões Próprias de Avaliação e a Avaliação Institucional Externa);
  • Integração de Espaços (como, por exemplo, todos os setores) do MEC fazendo uso de instrumentos, indicadores e critérios produzidos a partir de uma mesma concepção global – o Sinaes.

O Sinaes foi criado em 2004 pelo MEC e prevê a avaliação das instituições, dos cursos e dos estudantes. Esta é a primeira Conferência da Associação de Avaliação Educacional das Américas e reúne pesquisadores, gestores e agências de nove países, entre eles México e Canadá. O encontro segue até esta quarta-feira, 13, e tem o objetivo de discutir a avaliação em todos os níveis e estágios da educação no continente americano.

Cooperação - A Associação de Avaliação Educacional das Américas tem sede no Canadá e reúne os 35 países do continente. Entre os objetivos da entidade estão promover a cooperação entre os centros que fazem avaliação no continente e realizar o intercâmbio de projetos de pesquisas culturais. A segunda conferência deverá ocorrer no México, no próximo ano.

Assessoria de Comunicação do Inep