Projeto: Uma Análise da Evolução e dos Determinantes do Desempenho Escolar no Brasil

Coordenador: Walter Belluzzo Junior

Resumo: A proposta deste estudo é avaliar os determinantes de desempenho escolar, com ênfase no ensino básico. As bases de dados a serem utilizadas nesse projeto de pesquisa são:Sistema de Avaliação da Educação Básica - (SAEB); Censo Escolar; Pesquisa Mensal de Emprego – PME e a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios - PNAD. O principal resultado esperado com este projeto é a consolidação de um núcleo de estudos relacionados à economia e educação na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP).

          Determinantes do desempenho escolar

Um grupo de pesquisa do Programa de Pós-Graduação da USP de Ribeirão Preto desenvolveu projeto que analisa a evolução e os determinantes do desempenho escolar no Brasil.  O trabalho, cuja coordenação é do professor Walter Belluzzo Júnior, é dividido em duas etapas. A primeira procura analisar os diferenciais de desempenho escolar entre os alunos das redes pública e privada, utilizando, para isso, informações como cor, gênero, escolaridade dos pais e renda per capita familiar.

O coordenador Belluzzo Júnior, explica que o desempenho escolar dos alunos, assim como as suas características, das escolas, dos professores e das turmas da qual o aluno faz parte, foram obtidas a partir dos dados do SAEB do ano de 2005. Já a estimação da renda domiciliar dos alunos foi feita a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2005 realizado pelo IBGE, utilizando as características domiciliares informadas pelos alunos no questionário do Saeb.

Já a segunda etapa analisa as desigualdades de desempenho escolar dos alunos do ensino fundamental do Estado de São Paulo, a partir de decomposição. O trabalho apresentado pelos professores Rodrigo Araújo Ferreira e Luiz Guilherme Scorzafave procura compreender os determinantes da desigualdade de proficiência dos alunos de quarta série do ensino fundamental do estado de São Paulo. Para tanto, foi realizada a decomposição do índice de desigualdade Theil-L, utilizando-se uma base de dados constituída a partir dos microdados da Prova Brasil 2005 e do Censo Escolar 2005.